Ex-prefeita de Campina, Cozete Barbosa relata dificuldades para fazer a feira e implora por um advogado nas redes sociais

Internada no hospital de Trauma de Campina Grande após tentativa de suicídio, a ex-prefeita de Campina Grande, Cozete Barbosa, tem relatado dificuldades financeiras nas redes sociais. A ex-prefeita chegou a comentar dificuldades para fazer a feira, e ainda implorou por um advogado para cuidar das ações judiciais da época em que administrou Campina:

Em recente entrevista, Cozete declarou que ainda estava sem receber salário, e citou que a responsabilidade não era da prefeitura de Campina Grande ou do Ipsem, mas sim da Justiça, que bloqueou o pagamento.

– Pela milésima vez estou sem receber meus salários. E não é por causa da Prefeitura ou do Ipsem, que o prefeito tem conseguido pagar os salários, mas é que a Justiça bloqueia meus salários – reclamou.

Cozete explicou que possui apenas uma movimentação bancária em sua conta, não possui bens, nem casa, nem carro, cuida de uma neta de 17 anos e precisa cuidar de problemas de ordem emocional.

Ela frisou que aguentou mais de 100 processos e disse que muitas pessoas não aguentam e chegam a se matar quando encaram o primeiro processo.

Ex-prefeita de Campina Grande, Cozete tenta suicídio e é internada no Hospital de Trauma

A ex-prefeita de Campina Grande, ex-vereadora e uma das estrelas do PT paraibano na década passada, Cozete Barbosa, atentou contra sua própria vida, informa o portal Fonte83.

Cozete, segundo informações preliminares, tomou veneno de rato e está no Hospital de Trauma. Ainda não se tem detalhes do seu estado de saúde.

Atualizado às 20h21:

De acordo com a direção do hospital, a ex-prefeita chegou à unidade com um episódio de sonolência, após ter ingerido medicamentos de forma excessiva.

Ela foi diagnosticada com intoxicação exógena, que é uma manifestação clínica de desequilíbrio orgânico produzido pela interação de um ou mais medicamentos com o sistema biológico. Os motivos que levaram à ingestão dos remédios não são conhecidos.

O responsável por acompanhar Cozete Barbosa é o médico Sebastião Viana, diretor do hospital. Ele disse que Cozete Barbosa foi submetida a uma sonda nasogastrica, para a retirada da medicação do organismo.

A ex-prefeita segue internada, em observação, na ala vermelha da unidade, mas seu estado de saúde é considerado estável. Não haverá necessidade de transferência de Cozete Barbosa para Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

Ex-prefeita de Campina, Cozete Barbosa relata dificuldades para fazer a feira e implora por um advogado nas redes sociais

 

 

OAB: Paulo Maia é anunciado o primeiro conselheiro federal da chapa encabeçada por Harrison Targino

O advogado e professor Harrison Targino, pré-candidato a presidente da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), anunciou, nesta terça-feira (14), o atual presidente da Instituição, Paulo Maia, como primeiro conselheiro federal de sua chapa, nas eleições que acontecerão no próximo mês de novembro.

Harrison, indicado por Paulo Maia e seu grupo candidato à presidência da OAB-PB, destaca que Paulo Maia é a maior liderança política da OAB-PB, líder de um Movimento que abriu as portas da Instituição para todos os advogados e advogadas, independente de sobrenome famoso, tamanho do escritório ou tempo de atuação. Ele também ressaltou as inúmeras ações do presidente para, fruto principalmente da harmonia que manteve durante toda gestão com a diretoria da CAA-PB, interiorizar as ações e, assim, levar os serviços da Ordem para todos o recantos do Estado.

“Paulo Maia interiorizou as ações da OAB na Paraíba, abriu as portas da instituição para todos os segmentos da advocacia e levou seus serviços para toda a Paraíba, num movimento nunca visto na história da Ordem no Estado. A partir de sua gastão, a OAB-PB se tornou aberta, inclusiva, horizontal e representativa. Agora a OAB-PB é de todas e todos e vamos sem dúvida dar continuidade a esse promissor Movimento”, afirmou Harrison Targino.

Harrison lembra também que nas gestões de Paulo Maia inúmeras Subseções da OAB foram criadas, a exemplo de Pombal, Cariri, Mamanguape e Princesa Isabel. Segundo ele, a criação de uma Subseção faz com que haja maior representatividade da advocacia e quem mais ganha é a sociedade local, os jurisdicionados, que precisam de acesso à Justiça. E vamos caminhar nessa direção, criando outras Subseções. “Essas ações de Paulo Maia mostram seu compromisso com a advocacia e com a sociedade em geral”, ratificou Harrison.

Por fim, o advogado ressaltou que Paulo Maia é o candidato com o maior número de votos na história das eleições da OAB-PB, o que atesta que a advocacia aceita e aprova seu modelo de gestão e nada mais justo que tê-lo como representante da classe no Conselho Federal da Ordem, no qual é indubitável que continuará lutando pelos interesses da classe em Brasília e em todo o Brasil.

Charliton é candidato para resgatar a ética no PT da Paraíba

Pré-candidato ao Senado, Charliton Machado representa muito mais que um nome disposto a defender os interesses da Paraíba em Brasília. Charliton é candidato a resgatar a ética dentro do PT, rasgada depois que o partido aceitou filiar um comboio de meliantes que roubaram mais de R$ 130 milhões da Saúde.

Charliton não quer que o PT se tranforme num MDB; um sindicato de ladrões.

PT vai lançar manual anticorrupção, mas filia ex-governador que foi flagrado negociando propina

ELEIÇÃO DA OAB: Raoni Vita pontua bem em pesquisa de intenção de voto

Em pesquisa de intenção de voto que o blog teve acesso, o advogado Raoni Vita, candidato a presidente da OAB-PB, aparece entre os favoritos. Vita conseguiu reunir apoios importantes em sua pré-campanha, como o de Sheyner Asfora, candidato em 2018.

Apostando no discurso da renovação, Raoni já foi vice-presidente da OAB entre 2016 e 2018, sendo vice do atual presidente Paulo Maia.

ÉTICA EM XEQUE: Maria Cristina (Kiu) recebe apoio de advogado condenado por enriquecimento ilícito

Durante a pandemia e com as escolas fechadas, prefeitura de Cabedelo pagou R$ 27 milhões à empresa terceirizada responsável pela administração da Educação

O prefeito de Cabedelo, Vitor Hugo, denunciando duas vezes na operação Xeque Mate, terá que explicar ao Ministério Público o gasto de R$ 27 milhões, em menos de dois ano, com a empresa Lemon Terceirizações, de Olinda, responsável pela administração da Educação em Cabedelo. O problema é que há quase dois anos as escolas públicas estão fechadas. Os dados são do TCE:

OPERAÇÃO XEQUE-MATE: Ligações telefônicas comprovam que Leto Viana articulou posse de Vitor Hugo na prefeitura de Cabedelo

VÍDEO: em jantar com a elite, Temer dá risadas sobre a carta que ele enfiou na goela de Bolsonaro

Jair Bolsonaro virou piada na internet ao ser imitado pelo comediante André Marinho, filho do empresário Paulo Marinho. Na apresentação, o humorista fez referência ao fato de Michel Temer ter sido chamado para diminuir os atritos de Bolsonaro com o Poder Judiciário principalmente com o Supremo Tribunal Federal (STF), depois dos atos do 7 de setembro.

Com cunhado na SUDENE, Pedro Cunha Lima está refém do genocida Bolsonaro

Em entrevista à rádio Correio FM, o deputado federal Pedro Cunha Lima deu uma declaração pra lá de deprimente. Segundo o deputado, o governo genocida de Bolsonaro não merece uma oposição sistemática por parte do PSDB; a mesma oposição sistemática que ele [e seu pai] fizeram ao governo Dilma.

Mas como a política é um grande teatro, sabemos muito bem o real motivo da vassalagem de Pedro. O deputado indicou seu cunhado Evaldo Cavalcanti Neto para a SUDENE e, obviamente, não quer desagradar o governo para perder o valioso cargo.

Para pedro, não importa se o pior governo de todos os tempos faz a pior gestão da pandemia, mantém uma política de preços selvagem na Petrobrás – que aumenta os preços do combustíveis e também a inflação – , ameaça um autogolpe e cria uma crise por semana; atrapalhando a retomada econômica e o combate ao desemprego. Para Pedro – que se diz liberal [sic] – o importante é manter o cunhado na SUDENE.

É por isso que eu sempre repito: Pedro é uma promessa que ficou só na promessa. Em 2022 o eleitor dá o troco. Em 2018 o eleitor já mandou um recado para Pedro.

Lamentável.