A Paraíba sabe que Ricardo Coutinho é corrupto, não môco

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

Preso na Operação Calvário por chefiar uma organização criminosa que desviou R$ 130 milhões apenas da Saúde, Ricardo Coutinho criou uma doença para tentar convencer a Justiça de que ele não escutava o que Daniel Gomes, ex-Cruz Vermelha, dizia no vídeo em que Ricardo claramente cobra propina.

Essa lorota aí não convence nem Jackson Macedo, presidente do PT.

Disse o ex-presidiário durante entrevista à rádio Sanhauá: “Ele estava induzindo os diálogos e falava muito baixo, e eu particularmente como você pode observar, tenho uma baixa audição e não compreendi muitas coisas“.

Mas não é o que se percebe no grampo feito pelo próprio operador do núcleo empresarial da ORCRIM Girassol. Como se diz no interior, Ricardo está com as ‘oiças’ em dia. E mais sabido do que nunca:

 

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
A bancada do ex-presidiário Berg Lima na Câmara Municipal de Bayeux

A bancada do ex-presidiário Berg Lima na Câmara Municipal de Bayeux

O eleitor de Bayeux pode ainda não saber em quem votar para vereador, mas certamente ele já sabe em quem…
Ex-prefeito ficha suja de Lagoa de Dentro escala o filho para ser candidato em Bayeux

Ex-prefeito ficha suja de Lagoa de Dentro escala o filho para ser candidato em Bayeux

Não é segredo pra ninguém que na Paraíba muitos veem a política como um negócio de família. Em Bayeux, por…
Apesar do caos deixado por Berg Lima, Kita começa a botar ordem na casa

Apesar do caos deixado por Berg Lima, Kita começa a botar ordem na casa

Você pode até não simpatizar com o prefeito interino de Bayeux, mas é preciso reconhecer que em um mês Jefferson…
Em tempos de pandemia e combate às fakenews, propaganda eleitoral na TV ganha mais importância e credibilidade

Em tempos de pandemia e combate às fakenews, propaganda eleitoral na TV ganha mais importância e credibilidade

As eleições 2020 serão diferentes em várias sentidos. Primeiro porque vivenciamos uma pandemia que vai diminuir a participação popular nas…

Siga-nos Facebook