Justiça manda Gaeco investigar doação de terreno no governo de Ricardo Coutinho para empresário ligado a Sérgio Cabral

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

A juíza Flávia da Costa Lins Cavalcante (1ª Vara da Fazenda Pública), determinou que o Gaeco e Ministério Público da Paraíba investiguem uma doação de terreno feita no governo Ricardo Coutinho,  por possível prática de crime de responsabilidade em doação de terreno para empresário do Rio de Janeiro ligado ao ex-governador Sergio Cabral.

A investigação, trata-se de ação anulatória de ato administrativo -desapropriação – de imóvel pertencente à empresa Itapoa onde empregava cerca de 300 funcionários diretos. Diz na decisão que o então Governador Ricardo Coutinho decretou de utilidade pública para fins de desapropriação a referida área para instalação de um projeto de energia Solar com a empresa Sollair, de propriedade do irmão de Sérgio Cortes então Secretário de Saúde de Sérgio Cabral, preso na operação lava jato.

Após 07 anos da desapropriação, nada foi instalado no mencionado imóvel que se encontra atualmente totalmente abandonado

A juíza determinou em audiência ocorrida no dia 27/11 a devolução do imóvel aos proprietários e ainda a remessa dos autos ao Promotor do Patrimônio Público, Adrio Nobre Leite, para apuração dos fatos relacionados a sua pasta e determinou a remessa do processo, onde existem muitas provas, ao Gaeco para apuração e providências na parte criminal.

ClickPB

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
Investigado por contratar fantasmas em seu gabinete, Carluxo avalia desistir da reeleição e morar no Texas; será que ele vai levar o Índio?

Investigado por contratar fantasmas em seu gabinete, Carluxo avalia desistir da reeleição e morar no Texas; será que ele vai levar o Índio?

O vereador Carlos Bolsonaro, investigado pela suspeita de contratação de supostos funcionários fantasmas em seu gabinete na Câmara do Rio,…
STJ mandou Queiroz para casa, mas negou prisão domiciliar a jovem que furtou xampu

STJ mandou Queiroz para casa, mas negou prisão domiciliar a jovem que furtou xampu

O STJ (Superior Tribunal de Justiça), que concedeu a Fabrício Queiroz e sua mulher o benefício da prisão domiciliar, por…
Câmara Municipal de Salgadinho aprova 30 horas para profissionais de Enfermagem; Coren PB apela para que prefeito sancione matéria

Câmara Municipal de Salgadinho aprova 30 horas para profissionais de Enfermagem; Coren PB apela para que prefeito sancione matéria

A Câmara Municipal de Salgadinho aprovou nesta ontem (09), por unanimidade, a carga horária semanal de 30 horas para profissionais…
Presidente do STF nega retorno de Berg Lima à Prefeitura de Bayeux

Presidente do STF nega retorno de Berg Lima à Prefeitura de Bayeux

Por decisão do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, o prefeito afastado de Bayeux, Berg Lima, continuará fora…

Siga-nos Facebook