pmjp2

Justiça manda Gaeco investigar doação de terreno no governo de Ricardo Coutinho para empresário ligado a Sérgio Cabral

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

A juíza Flávia da Costa Lins Cavalcante (1ª Vara da Fazenda Pública), determinou que o Gaeco e Ministério Público da Paraíba investiguem uma doação de terreno feita no governo Ricardo Coutinho,  por possível prática de crime de responsabilidade em doação de terreno para empresário do Rio de Janeiro ligado ao ex-governador Sergio Cabral.

A investigação, trata-se de ação anulatória de ato administrativo -desapropriação – de imóvel pertencente à empresa Itapoa onde empregava cerca de 300 funcionários diretos. Diz na decisão que o então Governador Ricardo Coutinho decretou de utilidade pública para fins de desapropriação a referida área para instalação de um projeto de energia Solar com a empresa Sollair, de propriedade do irmão de Sérgio Cortes então Secretário de Saúde de Sérgio Cabral, preso na operação lava jato.

Após 07 anos da desapropriação, nada foi instalado no mencionado imóvel que se encontra atualmente totalmente abandonado

A juíza determinou em audiência ocorrida no dia 27/11 a devolução do imóvel aos proprietários e ainda a remessa dos autos ao Promotor do Patrimônio Público, Adrio Nobre Leite, para apuração dos fatos relacionados a sua pasta e determinou a remessa do processo, onde existem muitas provas, ao Gaeco para apuração e providências na parte criminal.

ClickPB

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
“Moradia digna para as famílias assentadas em Pitimbu", diz Efraim ao entregar títulos de posse

“Moradia digna para as famílias assentadas em Pitimbu", diz Efraim ao entregar títulos de posse

O deputado federal Efraim Filho participou na última segunda, 02, de com mais uma entrega de títulos de posse no…
Leo Bandeira distribui mais de 100 cargos para manter vereadores calados

Leo Bandeira distribui mais de 100 cargos para manter vereadores calados

Não existe oposição na Câmara Municipal de Lucena, e por um simples motivo. O prefeito Leo Bandeira, mais conhecido como…
Prefeitura de Lucena comprou R$ 239 mil em testes rápidos de covid-19, mas população denuncia falta de testagem em massa

Prefeitura de Lucena comprou R$ 239 mil em testes rápidos de covid-19, mas população denuncia falta de testagem em massa

Moradores de Lucena denunciaram ao blog que a prefeitura comprou 5 mil testes de covid-19 ao valor de R$ 239…
MBL realiza buzinaço contra Bolsonaro e convoca manifestação para o dia 12 de Setembro em João pessoa

MBL realiza buzinaço contra Bolsonaro e convoca manifestação para o dia 12 de Setembro em João pessoa

O Movimento Brasil Livre (MBL) realizou na última sexta-feira (30) um buzinaço pedindo “Fora, Bolsonaro” em uma passarela da Estrada…

Siga-nos Facebook

pmjp2