Ricardo Coutinho, calhorda é quem contrata organização social irregular para roubar dinheiro da Saúde

Siga-nos Facebook

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

A psicologia explica que a ‘projeção’ é um mecanismo de defesa, no qual, principalmente os nossos defeitos pessoais, sejam atribuídos a outra pessoa. Agora entendo porque o ex-governador Ricardo Coutinho cometeu o crime de injúria ao me chamar de ‘calhorda’ durante audiência de instrução no Fórum Criminal.

Faz muito sentido.

Calhorda, ex-governador, é quem contrata organização social irregular para roubar dinheiro da saúde pública; ceifando vidas indiretamente;

Calhorda, ex-governador, é quem continua recebendo pensão considerada ilegal pelo STF no valor de R$ 23 mil, mesmo se dizendo republicano e morando num dos estados mais pobres do Brasil;

Calhorda, ex-governador, é quem usou a Granja Santana para guardar caixas de dinheiro;

Calhorda, ex-governador, é quem usou dinheiro do Jampa Digital na campanha eleitoral de 2010;

Calhorda, ex-governador, é quem usou dinheiro desviado da saúde na campanha de 2014;

Calhorda, ex-governador, é quem mantém no governo secretários combinando superfaturamento de licitação;

Calhorda, ex-governador, é a sua mulher de confiança, Livânia Farias, considerada pelo GAECO o ‘caixa’ da ORCRIM Girassol;

Calhorda, ex-governador, é quem manipula o judiciário para tirar a guarda de uma criança da mãe;

Calhorda, ex-governador, é quem usa a força policial para agredir uma mulher indefesa;

Calhorda, ex-governador, é quem contrata um exército de milhares de cabos eleitorais para vencer uma eleição;

Calhorda, ex-governador, é quem usa milhões de um programa de microcrédito para comprar votos em ano eleitoral;

Para o texto não ficar muito longo, paro por aqui com as calhordices.

E aproveito para agradecer a solidariedade dos deputados estaduais Cabo Gilberto e Walber Virgolino. Bem como dos jornalistas Thiago Morais, Anderson Soares, Janildo Silva e Helder Moura.

Matéria divulgada no ParaíbaRádioBlog:

Acostumado a prometer surras de cipó e vara em quem não lhe agrada, o ex-governador Ricardo Coutinho tentou intimidar o jornalista Alan Kardec, do blog Polítika, durante audiência no juizado criminal, nesta segunda, 12, onde mais uma vez Ricardo abusa do direito de litigar para constranger a imprensa através do judiciário.

Visivelmente irritado, Ricardo Coutinho chamou o jornalista de calhorda e se irritou ainda mais quando foi acusado de receber uma pensão ilegal de R$ 23 mil como ex-governador. O vídeo foi encaminhado por uma fonte do judiciário. Ao insultar o jornalista, Ricardo se mostra tão autoritário quanto o presidente Bolsonaro, a quem tanto critica.

O Supremo considerou inconstitucional, em outubro do ano passado, a lei aprovada pela Assembleia Legislativa, em 2006, que criava o trem da alegria. A lista de ex-governadores beneficiados é longa e inclui Ricardo Coutinho, que ficou sem mandato em 31 de dezembro de 2018. O detalhe: no caso do socialista, o benefício foi concedido dois meses depois de a Suprema Corte dizer que o pagamento não poderia acontecer já que a fonte criadora é uma lei inconstitucional.

RC: A gravidade é muito maior do que simplesmente o contracheque, e essa acusação, sabe, de que eu recebi sem trabalhar. É muito maior do que isso.

Alan Kardec: Como seria esse maior?

RC: Seria uma combinação de gente que usa métodos extremamente calhordas.

Alan Kardec: Você está me chamando de calhorda?

RC: Claro que sim, evidentemente.

Alan Kardec: Você está me chamando de calhorda, ex-governador?

RC: Tô, tô, exatamente isso, entendeu?

Alan Kardec: Você está me injuriando!

RC: Eu estou lhe processando, eu estou lhe processando.

Alan Kardec: Na frente de autoridades está me chamando de calhorda.

RC: Estou lhe processando.

Alan Kardec: Calhorda é quem recebe pensão ilegal.

RC: Qual é a pensão ilegal?

Alan Kardec: O STF decidiu que sua pensão é ilegal.

RC: De jeito nenhum, o senhor está errado. O senhor tá errado.

Alan Kardec: Eu mostro aqui.

O ex-governador Ricardo Coutinho tem um histórico de agressividade e já prometeu “pegar” o Padre Luiz Couto durante o evento do PT, no qual o chamou de cabra safado:

Na campanha de 2014, um áudio vazado mostrava o ex-governador ameaçando sua ex-esposa Pâmela Bório:

“Doida, você vai se juntar com quem você quiser, agora não faça isso não, que você vai ver o que é um doido, viu? Você vai ver o que é um doido!”, ameaçou Ricardo Coutinho.

O RádioBlog entrou em contato com o jornalista Alan Kardec, mas ele preferiu não tecer comentários sobre o episódio. Porém, reafirmou sua confiança na Justiça e na liberdade de imprensa.

 

 

Comentar com Facebook

Comentários

Últimas notícias

Opinião

Mais lidas

Notícias relacionadas
O meme do dia

O meme do dia

Comentar com Facebook Comentários
A pesquisa Datavox e o potencial de transferência de votos de Cartaxo

A pesquisa Datavox e o potencial de transferência de votos de Cartaxo

A preço de hoje, diria que o prefeito Luciano Cartaxo consegue transferir facilmente, em média, 40% de votos para seu…
Deixa o gordo governar

Deixa o gordo governar

Dos mesmos criadores de ‘deixa o mago trabalhar‘, vem aí o ‘deixa o gordo governar‘. O slogan é um recado…
Racha no PSB deixa o deputado Manoel Ludgério mais confortável na Assembleia

Racha no PSB deixa o deputado Manoel Ludgério mais confortável na Assembleia

Com o racha no PSB, o deputado estadual Manoel Ludgério respira mais aliviado. Mané tinha sido contagiado pelo mesmo vírus…

Siga-nos Facebook