Você ganha em REAL, mas paga em DÓLAR: vídeo explica a política de preços de Temer mantida por Bolsonaro na Petrobrás

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

A liderança da minoria na Câmara dos Deputados lançou hoje nas redes sociais o primeiro de uma série de três vídeos que visam a abordar a influência do dólar no custo de vida dos brasileiros.

Na peça, os congressistas opositores ao governo Bolsonaro associam a alta no preço dos combustíveis ao dólar e concluem que a política econômica do Bolsonaro segue o modelo criado por Michel Temer. “Você ganha em real, mas está pagando em dólar”, diz a narração do vídeo de pouco mais de 1 minuto.

“A culpa pela alta dos preços da gasolina é do governo federal, que mantém a política de preços ligada ao dólar e ao preço internacional do petróleo. Não adianta terceirizar a responsabilidade”, disse o líder da oposição na Câmara, deputado Alessandro Molon (PSB-RJ), sobre a peça.

O vídeo foi publicada no dia em que a Câmara dos Deputados vota o Projeto de Lei Complementar 11/20, do deputado Emanuel Pinheiro Neto (PTB-MT), que prevê a incidência por uma única vez do ICMS sobre combustíveis, inclusive importados. O texto remete ao Conselho de Secretários Estaduais de Fazenda (Confaz) a definição da alíquota única.

Aliado de Bolsonaro, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), defende a votação de um projeto que muda o valor de referência sobre o qual cada Estado cobra o seu ICMS. Atualmente, a cifra é calculada quinzenalmente e divulgada pelo Confaz e varia de acordo com o local.

Lira propõe que o valor de referência seja uma média nacional dos preços dos dois anos anteriores, recalculada anualmente. Se aprovado, o valor arrecadado pelos Estados seria inferior ao montante levantado com as regras vigentes já que o preço dos combustíveis está em alta. Isso ocorreria porque a média dos últimos dois anos seria menor que a média dos valores de referência atuais.

“Sabem quanto a taxa do ICMS subiu desde que Bolsonaro assumiu a presidência? 0%. Já o preço da gasolina subiu 42% no mesmo período. Não caia em fake news! O problema não são os governadores, é Bolsonaro”, disse a deputada Sâmia Bonfim em suas redes sociais.

“Assim como a fome, a miséria do povo, a falta do básico para as famílias brasileiras, o alto preço do combustível também é culpa do Bolsonaro”, disse o senador Randolfe Rodrigues.

O presidente Bolsonaro tem responsabilizado publicamente os governadores pela alta nos combustíveis porque, segundo ele, os Estados têm autonomia para estabelecer o valor do ICMS. Em resposta a Bolsonaro, governadores de 19 Estados e do Distrito Federal assinaram carta em que afirmam que o ICMS é o mesmo nos últimos 12 meses, período em que a gasolina ficou, em média, 40% mais cara.

Comentar com Facebook

Comentários

Notícias relacionadas
Conforme antecipado pelo blog em abril, deputada federal Edna Henrique desiste da reeleição

Conforme antecipado pelo blog em abril, deputada federal Edna Henrique desiste da reeleição

Em abril, o blog informou que a deputada federal Edna Henrique poderia desistir da reeleição. À época, o filho da…
Raniery Paulino pode ser o federal de João Azevedo.... mas no Cidadania

Raniery Paulino pode ser o federal de João Azevedo.... mas no Cidadania

Cristão novo na granja Santana, o deputado estadual Raniery Paulino poderá ser beneficiado com o racha entre o senador Veneziano…
Aguinaldo comemora empenho de R$ 10 milhões para o programa Remédio em Casa da PMJP

Aguinaldo comemora empenho de R$ 10 milhões para o programa Remédio em Casa da PMJP

Na última sexta-feira (15), o deputado federal e líder da Maioria no Congresso Nacional, Aguinaldo Ribeiro (Progressistas), comemorou o empenho…
No Ibope, Bruno Pereira cola no Bom Dia Paraíba, da Rede Globo

No Ibope, Bruno Pereira cola no Bom Dia Paraíba, da Rede Globo

Fenômeno da comunicação paraibana, o jovem Bruno Pereira tem disparado na preferência do telespectador. O programa Tribuna Livre, da TV…

Siga-nos Facebook