Procurador envia representação contra Bolsonaro à PGR por suspeitas de improbidade administrativa

O procurador Carlos Henrique Martins de Lima, do Distrito Federal, enviou uma representação contra o presidente Jair Bolsonaro à Procuradoria-Geral da República em que aponta suspeitas de improbidade administrativa e peculato. A representação aponta a possibilidade de que o gabinete de Bolsonaro na Câmara tenha empregado a ex-assessora Nathália Melo de Queiroz como funcionária fantasma.

Nathália estava lotada no gabinete de Bolsonaro na Câmara dos Deputados enquanto trabalhava, segundo o documento, como personal trainer no Rio de Janeiro em horário comercial. A funcionária em questão é filha do motorista Fabrício Queiroz, que foi assessor do senador Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), quando o filho do presidente era deputado estadual. O motorista, por sua vez, é investigado pelo Ministério Público do Rio de Janeiro por movimentações financeiras atípicas, identificadas pelo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf). O gabinete de Bolsonaro atestou a frequência de Nathália em Brasília.

Após o envio da representação, cabe agora à Procuradora-Geral da República, Raquel Dodge, avaliar se abre ou não uma investigação envolvendo o presidente com base na representação de Lima. O procurador ressalta, no documento, que a Constituição impede que o presidente da República seja responsabilizado por fatos anteriores à posse, mas argumenta que é possível abrir investigação sobre o caso.

(…)

.x.x.x.x.

PS: Embora seja blindado criminalmente por crimes anteriores ao mandato, Jair Bolsonaro poderia, em tese, responder por improbidade administrativa, um processo na área cível que pode resultar na inabilitação para o exercício futuro de funções públicas.

OPERAÇÃO CALVÁRIO: STJ nega pedido de habeas corpus ao operador da propina na Cruz Vermelha

O ministro Nefi Cordeiro, do Superior Tribunal de Justiça, negou nesta terça-feira, dia 26, o pedido de habeas corpus, impetrado pelos advogados de Leandro Nunes de Azevedo, ex-assessor da secretária de Administração do Estado da Paraíba, Livânia Farias, preso na Operação Calvário, realizada dia 1º de fevereiro.

Leandro Nunes de Azevedo foi flagrado em investigações realizadas pelo Ministério Público do Rio de Janeiro, em hotel no Rio de Janeiro, dia 8 de agosto do ano passado, recebendo uma caixa de dinheiro de Michelle Cardoso, assessora de Daniel Gomes, da Silva, chefe da organização criminosa, segundo afirma o MP do Rio de Janeiro.

Leandro Nunes de Azevedo está preso em João Pessoa e trata-se de peça chave para revelar a quem eram entregues as caixas de dinheiro recebidas da Cruz Vermelha Brasileira, a qual já foi repassada a quantia de mais de R$ 1 bilhão pela administração do Hospital de Trauma da Capital.

O Ministério Público do Rio de Janeiro , responsável pelas investigações iniciais, que identificaram um esquema de superfaturamento, desvio de recursos, e pagamento de propina a agentes públicos, realizou a Operação Calvário dia 14 de  dezembro do ano passado, cumprindo 40 mandados de busca e apreensão, e 11 mandados de prisão, entre os quais o de Daniel Gomes da Silva, chefe da organização criminosa, segundo o MPRJ, e de Roberto Calmon, empresário carioca, preso em um hotel na orla de João Pessoa.

Marcelo José

Executivos da OAS delatam pagamento de propina de R$ 3 milhões a ex-senador Vitalzinho

Executivos da construtora OAS contaram em depoimentos prestados em razão de acordo de delação premiada que pagaram R$ 125 milhões em propina e caixa dois para 21 políticos de 8 partidos.

A delação os executivos foi homologada em julho do ano passado pelo ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no Supremo Tribunal Federal (STF). O conteúdo da delação permanece em sigilo no STF.

Entre os citados na delação está p ex-senador e ministro do TCU Vital do Rêgo, que teria recebido propina de R$ 3 milhões na campanha eleitoral de 2014 em troca da blindagem da OAS na CPI mista da Petrobras.

A defesa de Vital do Rêgo disse que não teve acesso à delação mencionada, mas que o ministro reitera sua manifestação feita há três anos no sentido de que não recebeu qualquer doação irregular de campanha.

Frei Anastácio se solidariza com Anísio Maia: “Eu esperava que o PT tivesse sido mais respeitado no governo de João Azevedo”

O deputado federal Frei Anastácio fez um desabafo sobre a relação do governo do PSB com o PT. O partido ficou sem representação na Assembleia depois de entrar numa coligação que prejudicou Anísio Maia, primeiro suplente.

“Eu esperava que o PT tivesse sido mais respeitado no governo de João Azevedo”, disse Frei Anastácio.

Frei se queixa da falta de reciprocidade do governo, que não tem se esforçado para que o PT tenha representante na ALPB.

“Eu acho que Anísio Maia poderia voltar à Assembleia. Um deputado quem tem um conteúdo bom e faz a diferença”, defendeu Anastácio.

Em 2018, o PT saiu menor do que entrou. Mas parece que o PSB só cuida dos seus…

https://twitter.com/i/status/1100390408738271235

Polítika com informações de Maurílio Júnior

Luciano Cartaxo anuncia nova Epitácio Pessoa e os terminais de integração Metropolitano e do Valentina

Uma nova Avenida Epitácio Pessoa, início das obras do Terminal de Integração Metropolitano e do Valentina, entrega da primeira etapa do Parque da Bica e a licitação para a segunda fase das obras da Barreira do Cabo Branco são exemplos de ações da João Pessoa que não para de crescer de forma sustentável e atendendo às principais demandas do seu povo, e que foram apresentadas na manhã desta terça-feira (26) pelo prefeito Luciano Cartaxo na Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP).

“Estamos iniciando o sétimo ano de nossa gestão colocando em prática o modelo de gestão que tem transformado João Pessoa e dado mais autoestima aos moradores por uma cidade que está crescendo, se desenvolvendo com ações objetivas, sentidas no dia a dia da população. E muita coisa ainda está por vir porque nossa cidade entrou definitivamente no rumo do desenvolvimento. Estamos cuidando do presente e preparando, sem sombra de dúvidas, uma gestão inovadora que vai garantir um futuro melhor pra todos nós e gerações futuras”, disse Luciano Cartaxo.

O gestor destacou em sua mensagem ao Legislativo que, assim como aconteceu com a Avenida Beira Rio, a Avenida Epitácio Pessoa, principal corredor da cidade, também será completamente transformada e se tornará uma via completa do ponto de vista da mobilidade urbana, integrando os modais e respeitando pedestres com calçadas padronizadas e acessíveis, e os ciclistas, com a construção de uma ciclovia, além de jardinagem, a iluminação em LED já instalada e novo recapeamento asfáltico.

Ainda na área da mobilidade urbana, o Terminal de Integração Metropolitano, que será construído no Varadouro, será um moderno equipamento que vai integrar os ônibus de João Pessoa, Bayeux, Santa Rita e Cabedelo. Dotado de uma infraestrutura semelhante à de terminais de metrô, o Terminal contará com plataformas, elevador, escada rolante e dois espaços de convivência, sendo uma praça e uma área de contemplação para o pôr do sol do Rio Sanhauá. Já o Terminal de Integração do Valentina terá as obras iniciadas em março e, além da área de embarque e desembarque dos ônibus, terá também praça, área de convivência e terá mantido o campo de futebol.

Durante a solenidade, Luciano Cartaxo anunciou a entrega da primeira etapa do Parque da Bica no próximo mês de abril e começo da construção do espaço destinado aos grandes felinos nestes próximos dias; a licitação para a segunda etapa das obras de proteção da falésia da Barreira de Cabo Branco, que consistem na colocação de pedras na barreira para dar lhe dar mais sustentação; a entrega da Casa do Idoso no bairro do Cristo; a sede do Polo de Tecnologia Extremotec e a continuidade das obras do Centro de Educação Integrada (CEI), no bairro de Mangabeira, para oferecer atividades educativas e esportivas aos alunos das escolas do bairro no contraturno de aulas.

Grandes marcos da atual gestão também foram relembrados, como os projetos que visam melhorar os espaços de convivência e oferecer mais qualidade de vida à população, com a entrega de 13 novas praças até o mês de junho, e os programas LED nas Ruas, Ação Asfalto e Mais Pavimentação, que terão continuidade neste ano. A melhoria da rede municipal de ensino, que conta atualmente com 86 creches em tempo integral e 100 escolas, sendo 29 delas também em tempo integral, o maior programa de habitação da história da Capital, com mais de sete mil casas entregues, a humanização da saúde, com a maior rede de UPAs da Paraíba, com quatro unidades e a recente conquista da Casa Mãe Bebê, também foram relembrados.

“Temos ainda o programa João Pessoa Cidade Sustentável em parceria com o Banco Interamericano de Desenvolvimento, planejado com a clareza do caminho que queremos que a cidade trilhe pelos próximos anos. São U$ 100 milhões investidos nesta Cidade Criativa. O contrato já está assinado e as primeiras iniciativas, com os estudos, protocolos e treinamento da equipe sendo realizadas. João Pessoa se prepara, na nossa gestão, para ser uma cidade mais humana, interligada com o mundo e dispondo do que há de mais moderno em gestão pública e sustentabilidade”, afirmou Luciano Cartaxo.

PRESO POR CORRUPÇÃO: Walber Virgolino é criticado nas redes sociais por manter agenda política com Berg Lima

Não está repercutindo bem a foto do deputado estadual Walber Virgolino com o prefeito ex-presidiário de Bayeux, Berg Lima. E não podia ser diferente. O parlamentar e delegado tem uma imagem séria, de combate à corrupção. Bem diferente de Berg Lima, preso em flagrante ao receber propina de um empresário da cidade.

Nas redes sociais, seguidores de Virgolino não entenderam a foto e questionaram o deputado. Tudo bem que por obra da (in)justiça Berg ainda é o prefeito de Bayeux, mesmo ferindo o princípio constitucional da moralidade administrativa. Mas manter agenda política com um prefeito preso em flagrante não combina com a postura “linha dura” de Walber Virgolino e o discurso adotado na campanha eleitoral.

  

Mais sujo que pau de galinheiro, Berg Lima resolveu tirar uma casquinha e mandou a foto para portais que divulgaram matérias mostrando que o prefeito de Bayeux (pasmem!) recupera o prestígio e a confiança da classe política.

 

TOMA LÁ, DÁ CÁ: Bolsonaro começa as negociatas pela reforma da previdência e nomeia sobrinho de Maranhão

O presidente que ia mudar “tudo isso daí”, começa a negociar cargos com os caciques da política. Sobrinho do senador José Maranhão e deputado federal derrotado, Benjamin vai ocupar um cargo no governo que prometeu acabar com as negociatas.

Mas só prometeu…

Benjamin foi nomeado para um cargo diretivo no Ministério da Cidadania. A portaria de nomeação, assinada pelo ministro Onyx Lorenzoni, foi publicada no Diário Oficial de quinta-feira (21).

Walber Virgolino tem agenda com prefeito preso em flagrante por corrupção

Eleito com o discurso da moralidade, segurança e combate à corrupção, o que danado o deputado estadual Walber Virgolino tem a tratar com o prefeito ex-presidiário de Bayeux? Será que o deputado foi tratar sobre a situação carcerária, já que Berg Lima passou quase 6 meses preso ao ser flagrado recebendo propina de um empresário?

A postura política adotada pelo deputado não converge com as práticas criminosas de um prefeito que foi preso no primeiro semestre de gestão.

Há alguns dias compararam Walber a Toinho do Sopão.

Discordo totalmente, pois Walber é um delegado renomado, tem conhecimento, história e plataformas relevantes. Mas deu um verdadeiro tiro no pé ao associar sua imagem a um prefeito condenado por corrupção, que atrasa salários, emprega fantasmas, incha a folha de pessoal com parentes e deixa o lixo tomar conta da cidade.

Um passo em falso, digno de Toinho.

Se quiser manter a coerência no discurso, Walber precisa escolher melhor as suas companhias. Porque não dá pra criticar os escândalos do governo RC enquanto posa pra foto com prefeito preso em flagrante por corrupção.

Parece que bandido bom já não é mais bandido morto…

 

 

 

 

 

Conselho Pleno da OAB-PB aprova voto de aplauso a Assis Almeida, presidente da CAA-PB

O Conselho Estadual da Ordem dos Advogados do Brasil, Seccional Paraíba (OAB-PB), aprovou por unanimidade, na sessão da última sexta-feira (22), propositura do conselheiro Rodrigo Dalbone, apresentando voto de aplausos ao presidente da Caixa de Assistência dos Advogados da Paraíba (CAA-PB), Assis Almeida, pelos relevantes serviços prestados à advocacia do Estado, em tão curto tempo de gestão.

O presidente da CAA-PB, Assis Almeida, avalia de forma extremamente positiva os primeiros e incompletos dois meses de gestão. Apesar do elevado número de ações, ele “lamenta ainda não ter feito mais, mas assegura que terá muito trabalho pela frente e que isso é só o começo de um grande projeto para a advocacia paraibana”.

“Nós, da equipe da Caixa, continuamos trabalhando duro, noite e dia, de domingo a domingo, na luta contra o tempo, para construir melhores condições para nossa classe, conforme prometido durante a campanha”, destacou.