Por que Luiz Antônio conseguiu fazer em 60 dias o que Berg Lima não fez em seis meses?

Share on facebook
Share on twitter
Share on google
Share on pinterest
Share on whatsapp

A cidade de Bayeux ainda vive as sequelas de décadas de abandono e gestões sem o mínimo de planejamento. No entanto, em pouco mais de dois meses já é possível enxergar o choque de gestão da administração do PSDB e do prefeito Luiz Antônio.

A própria postura mais humilde e menos exibicionista do prefeito Luiz Antonio o diferencia do narcisista Berg Lima; que mais se preocupava com o terninho novo do dia e as selfies em redes sociais do que com as centenas de problemas de Bayeux.

Luiz Antonio descentralizou a gestão e deu liberdade para seu secretariado trabalhar, mas adotou uma visão empresarial e estabeleceu uma reunião mensal de avaliação das ações de cada pasta.

O que tem gerado resultados.

A nova gestão praticamente resolveu o problema da falta de medicamentos, negligenciado por longos seis meses pelo ex-prefeito Berg Lima. O caos era tão grande que faltava até aparelho para medir pressão nos postos de saúde.

Após 4 anos fechada, a prefeitura de Bayeux reabriu a sala odontológica da UBS Mário Andreazza I. E entregou a UBS Mário Andreazza II e III toda reformada e atendendo no período noturno. Outra boa notícia para a saúde foi a reativação sala do Raio-x da Policlínica Geraldo Santana

Ao invés de presídio, Luiz Antonio apresentou projeto para a construção, no mesmo local, do primeiro Pólo Industrial de Bayeux, que vai atrair empresas e gerar emprego e renda para a cidade.

Outro grande problema que está sendo resolvido é o da iluminação pública, queixa constante da população nas redes sociais. O Programa Cidade Iluminada está instalando e trocando 6 mil lâmpadas em toda a cidade. E ainda terá a implantação de lampadas LED nas principais vias.

A primeira ciclovia da cidade também foi implantada na Avenida Marechal Rondon, no bairro do Alto da Boa Vista. E o Mário Andreazza vai ganhar um mercado público.

Agora vem a pergunta que não quer calar: por que Luiz Antônio conseguiu fazer em 60 dias o que Berg Lima não fez em seis meses?

A resposta é simples. Berg Lima nunca teve um projeto para Bayeux. Seu projeto era pessoal e visava apenas enriquecer com os recursos da prefeitura. Apesar de ser novo na política, Luiz Antonio possui mais maturidade e adotou um princípio que não falha nunca: colocar os interesses da população acima de tudo.

Sua postura mais sóbria e reservada, aliada às primeiras ações do governo, tem agradado a população de Bayeux. A equipe de secretários também tem ajudado, com destaque para o coordenador de comunicação Paulo Neto, que mesmo com poucos recursos (materiais e imateriais) conseguiu estabelecer um clima de confiança na imprensa e na população, e desviou o foco da comunicação para as ações, diferente do personalismo exacerbado do passado.

 

 

Comentar com Facebook

Comentários

Últimas notícias

Opinião

Mais lidas

Notícias relacionadas

Calvário completa 80 dias sem realizar operação; e delação de Livânia Farias ainda não gerou novas fases

Calvário completa 80 dias sem realizar operação; e delação de Livânia Farias ainda não gerou novas fases

A última fase da Operação Calvário prendeu Maria Laura no dia 30 de abril, ex-assessora da Procuradoria Geral do Estado,…
'Pretendo beneficiar filho meu, sim’, diz Bolsonaro sobre indicação de Eduardo para embaixada nos EUA

'Pretendo beneficiar filho meu, sim’, diz Bolsonaro sobre indicação de Eduardo para embaixada nos EUA

O presidente Jair Bolsonaro reafirmou, em transmissão ao vivo no Facebook, nesta quinta-feira, que pretende indicar o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) para a…
Onda de solidariedade: Prefeitura de Caaporã deve assinar convênio com Hospital Napoleão Laureano

Onda de solidariedade: Prefeitura de Caaporã deve assinar convênio com Hospital Napoleão Laureano

A Prefeitura Municipal  de  Caaporã,  sinalizou disposição em assinar convênio com o Hospital Napoleão Laureano, integrando ação espontânea de prefeituras…