Desumano e sem empatia, Ney Suassuna é apenas mais um lixo bolsonarista

Não simpatizo com o senador José Maranhão e nunca votei nele. É uma raposa conservadora que sempre votou contra os interesses do povo trabalhador no Senado Federal – reforma da previdência, trabalhista, entre outros. Mas jamais o trataria da forma desumana e odienta que Ney Suassuna o tratou.

O que aconteceu ao vivo na TV Correio – Ney dando o dedo para o senador que está entre a vida e a morte – é o que chamamos na política de momentos de realidade. É a política sincera, sem teatro. Apenas a verdade.

Não é novidade para ninguém que Ney odeia Maranhão desde sua derrota em 2006 para o Senado. O culpa por isso até hoje, mesmo que a Operação Sanguessuga tenha sido responsável pela derrota.

Mas é novidade que Ney seja um ser capaz de atitude tão desprezível e desumana. Porém, algo previsível. Ao ser ressuscitado na política por Veneziano, Ney tem usado seu mandato para defender outro lixo, o abjeto presidente Jair Bolsonaro.

Quem defende Bolsonaro já mostra o que é e dispensa comentários. Ney é apenas mais um lixo bolsonarista que merece o ostracismo como resposta.

 

Gêmeas milionárias são nomeadas às pressas em UBS de Manaus e tomam vacina

Revista Fórum – As gêmeas milionárias de Manaus Gabrielle Kirk Lins e Isabelle Kirk Lins causaram polêmica nesta terça-feira (19) após postarem no Instagram fotos tomando a vacina contra a Covid-19.

Logo após, circularam em grupos de WhatsApp de profissionais da Saúde imagens da vacinação das duas acompanhada da nomeação, no Diário Oficial de Manaus, de Gabrielle, no dia 18 de janeiro, um dia antes do início da vacinação, como gerente de projetos da Secretaria Municipal de Saúde. A irmã dela foi nomeada no dia 19 de janeiro.

Gabrielle e Isabelle são da família de Nilton da Costa Lins Júnior, presidente da mantenedora da Universidade Nilton Lins, uma das maiores de Manaus. Além da Universidade, a família tem membros com carreira política. Dentro do terreno da Universidade Nilton Lins, há uma Unidade Básica de Saúde (UBS).

Continue lendo na Fórum.

Durante entrevista ao vivo, Ney Suassuna dá o dedo para o senador José Maranhão, internado há semanas na UTI

Em entrevista ao programa Correio Debate, nesta quarta, 20, o senador Ney Suassuna não escondeu suas mágoas com o senador José Maranhão, que está internado há semanas na UTI. Ao comentar sobre a saúde do emedebista, Ney estirou o dedo do meio. Certamente Ney esqueceu que estava na TV, e não no radio.

Confira o gesto de carinho e empatia:

Após denúncia do blog, Fofinha é notificada em ação que pede cassação por abuso de poder econômico

Após fugir do oficial de Justiça por mais de 20 dias, Luciene de Fofinho acaba de ser notificada na ação de investigação eleitoral que pede sua cassação por abuso de poder econômico. Mais cedo o blog denunciou que o oficial de Justiça não conseguia encontrar a prefeita, mesmo ela tendo várias agendas públicas durante a semana.

Na ação mais forte de todas, a prefeita de Bayeux é acusada de realizar contratação de funcionários durante o período eleitoral. Na gestão de Luciene, Bayeux teve a maior folha de pessoal da sua história, praticamente dobrando a quantidade de cargos em comissão após a saída do ex-prefeito interino Jeferson Kita:

Diz um trecho da AIJE do Ministério Público:

“Percebe-se que em agosto o município contava com 288 servidores comissionados. A remuneração destes servidores orçou em R$ 462.481,09. Já em setembro, o número destes servidores aumentou para 410 com remuneração calculada em R$ 830.530,35. Foi a maior folha de pagamento de cargos comissionados da história de Bayeux. Um aumento equivalente a 42,36%”.

O mais interessante é que após a eleição, Fofinha demitiu todos os comissionados da prefeitura. Ou seja, passou recibo e comprovou que a contratação desse exército de cabos eleitorais foi motivada pela eleição.

Na outra Aije, também no Ministério Público, a prefeita de Bayeux é investigada por utilizar ações da secretaria de Saúde em benefício de sua campanha. O MP destaca um fato curioso que foi denunciado pelo blog; o secretário de Saúde é um vereador do Sertão do estado.

Nesta AIJE, Luciene é investigada pela contratação de um tomógrafo à empresa CLINDIMAGEM CLÍNICA DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM LTDA, ao valor de R$ 404.289,98 (quatrocentos e quatro mil, duzentos e oitenta e nove reais e noventa e oito centavos). Bem como a compra de 6.000 (seis mil) testes rápidos para Covid-19 por R$ 252.000,00 (duzentos e cinquenta e dois mil reais) e mais 13.050 (treze mil e cinquenta) testes rápidos, também adquiridos pelo poder público municipal, inclusive com “arrebanhamento” de “pacientes” a
serem testados, até nas esquinas, gerando aglomeração.

O MP também investiga a contratação da empresa M&D SERVIÇOS DE LOCAÇÕES E PRODUÇÕES EIRELI, CNPJ 03.781.322/0001-03 para montagem de Hospitais de Campanha que já estariam em desuso face ao tempo da pandemia e por um valor totalmente fora da realidade, onde o valor de mercado deveria ser de aproximadamente R$ 180.000,00, porém a gestão o fez pelo montante exagero de R$ 394.650,00 (trezentos e noventa e quatro mil, seiscentos e cinquenta reais).

Por fim, a prefeita também contratou de forma suspeita, ao custo de R$ 583 mil, uma empresa de Pernambuco para realizar o serviço de sanitização das escolas que estão fechadas há 8 meses.

Os atos praticados por Luciene de Fofinho já cassaram inúmeros prefeitos pelo Brasil, inclusive Expedito Pereira, que se tornou inelegível por realizar contratação de pessoal em período vedado pela legislação eleitoral.

 

 

FAMILISMO: Prefeito de Sapé não cumpre promessa de campanha e nomeia esposa em secretaria

É impressionante como os políticos da Paraíba sempre cometem os mesmos erros. O prefeito de Sapé, por exemplo, jogou seu discurso na lata do lixo ao nomear sua esposa para a secretaria de Ação Social. Eleito como o ‘novo’ no município de Sapé, o Major Sidnei (Podemos), iniciou sua gestão na Terra de Augusto dos Anjos com uma prática antiga para os políticos tradicionais: fazer uma gestão com pessoas de casa.

Mesmo que os juristas apresentem diversas jurisprudências alegando legalidade na nomeação da primeira dama Denise Ribeiro no cargo de secretária de Ação Social, pegou muito mal, no quesito moralidade, indicar a esposa no primeiro escalão após uma campanha que tinha como slogan “A Força da Mudança”, pregando combater as velhas práticas da política na Terra dos Abacaxis.

É válido lembrar que o militar imita seu antecessor Roberto Feliciano, que nomeou esposa Viviane no mesmo cargo. Afinal, quem na cidade ou na gestão tem a coragem de questionar a nomeação de Denise junto ao Major?

Novato na política, exercendo o seu primeiro mandato, Sidnei precisa levar a sério uma máxima pregada por Oscar Wilde: “Experiência é o nome que damos aos nossos erros!”

Politika com Henrique Lima

Saída de Trump representa o fim da ascensão da extrema-direita no mundo; em 2022 será a vez de Bolsonaro

O presidente mais imbecil dos EUA, Donald Trump, acaba de sair de vez da Casa Branca. E não deixará saudades! Trump é mais um corrupto falastrão que utilizou valores morais e o discurso de ódio para conquistar a Presidência, assim como Bolsonaro, em 2018.

Sua derrota é simbólica e representa o declínio da extrema-direita no mundo. O próximo será Bolsonaro e sua família de milicianos corruptos e preguiçosos. Que venha 2022!

 

Deputado Ruy Carneiro investe na construção do Hospital Help: “Campina Grande contará com um hospital de ponta e com alguns dos equipamentos mais modernos do mundo”

Em fase avançada de construção em Campina Grande e com capacidade para atender pacientes de todo o Estado, o Hospital Help impressiona pelos números. Serão mais de 400 leitos, 40 leitos de UTI, 21 salas de cirurgia, um centro de reabilitação de politraumatizados, outro de oncologia com equipamentos de última geração em medicina nuclear e o aparelho de radioterapia mais moderno do mundo.

Responsável por parte importante dos investimentos no projeto do hospital, o deputado federal Ruy Carneiro diz que a nova unidade de saúde da Paraíba será uma referência no Nordeste. “Esta é a maior obra na área de saúde na Paraíba, em todos os tempos. Um hospital que terá mais de 60% de atendimentos pelo SUS e o maior centro de recuperação de politraumatizados da região”, afirma, acrescentando que já contribuiu com R$ 5 milhões por meio de emenda parlamentar e que vai liberar mais recursos neste ano.

“O Help não deixa nada a desejar em relação a hospitais como o Sírio Libanês ou Albert Einstein, em São Paulo. Campina Grande contará com um hospital de ponta com alguns dos equipamentos mais modernos do mundo”, ressaltou.

Ruy tem se destacado como o parlamentar que mais contribui com investimentos para hospitais filantrópicos e entidades sociais da Paraíba. Em Campina Grande, já destinou também recursos para o Hospital da FAP, enquanto em João Pessoa vem apoiando os hospitais Napoleão Laureano, Padre Zé e São Vicente de Paulo. Em Santa Rita, investiu na Maternidade Flávio Ribeiro Coutinho.

Para o Help, além dos R$ 5 milhões já destinados, Ruy está viabilizando novos recursos para equipar setores como o centro de reabilitação de politraumatizados. O hospital já se encontra com o ambulatório em funcionamento e a obra tem previsão de conclusão em setembro deste ano. “O Help vai dar muito orgulho à Paraíba e eu fico feliz por Deus estar me dando a oportunidade de contribuir com a saúde dos paraibanos”, finalizou.

Emenda do deputado Cabo Gilberto garante R$ 300 mil ao hospital Laureano

O deputado Cabo Gilberto publicou em suas redes sociais a destinação de uma emenda no valor de R$ 300 mil para o hospital Laureano. Apesar de focar o mandato na área da segurança e no combate à corrupção, Gilberto também tem priorizado a saúde pública. Os usuários do Laureano agradecem:

 

 

Sabendo que vai ser cassada, prefeita de Bayeux foge do oficial de Justiça como o Diabo foge da cruz

Fontes do judiciário informaram ao blog que há 20 dias um oficial de Justiça tenta intimar a prefeita de Bayeux, Luciene de Fofinho, na ação que pede sua cassação por nomear centenas de cabos eleitorais em período vedado pela legislação. A prefeita não estaria dando expediente, e quando vai, entra e sai pelas portas dos fundos.

De todas as ações de investigação eleitoral, esta é justamente a mais grave de todas. Após assumir a prefeitura por meio de eleição indireta, Fofinha nomeou quase trezentos prestadores e comissionados em período proibido pela Lei Eleitoral, o que resultou na maior folha de pagamento da história de Bayeux. Logo em seguida, todos foram demitidos, o que comprova o abuso de poder político.

Entretanto, é muito estranho o fato de um oficial de Justiça não conseguir intimar uma prefeita, que corriqueiramente tem uma agenda quase diária de eventos oficiais. Nesta terça, 20, às 10h, a prefeita estará na Policlínica Benjamim Maranhão, iniciando a vacinação contra a Covid-19.

Bem que o oficial poderia aparecer por lá…