Procurador rebate falácias do ex-presidiário Ricardo Coutinho: “Como não há provas? As provas são evidentes”

O procurador Eduardo Varandas (Ministério do Trabalho) rebateu, em postagem no Facebook, declarações do ex Ricardo Coutinho de que não há provas contra ele no âmbito da Operação Calvário. As declarações do ex-governador foram dadas, na última sexta (dia 13), em entrevista à Rádio Sanhauá, quando se disse inocente e vítima da perseguição do Ministério Público, da Justiça e da mídia.

Eis o que postou Varandas…

Como não há provas? As provas são evidentes desde o implante criminoso no sistema de saúde pública da gestão pactuada, quando o TCU detectou dezenas de irregularidades e vulnerabilidades no contrato administrativo entre a Cruz Vermelha e o Estado da Paraíba.

Empós (após), o que dizer das gravações de áudio envolvendo o propinoduto das OS e o enriquecimento ilícito e evidente as autoridades envolvidas? O GAECO demonstrou à saciedade o que muitos já sabiam quanto à malversação de recursos na saúde e educação.

Acho que todos têm direito à ampla defesa e à liberdade de expressão assim como o ex-governador. Todavia, fazer acreditar em explicações chulas e inverossímeis contraprovas processuais, tentando repristinar (reparar) uma carreira política maculada pela corrupção, é deveras excessivo!

Polítika com Hélder Moura

Ruy cobra do Estado e prefeitura medidas de prevenção mais fortes contra o coronavírus

Realizar uma prevenção mais forte e profunda, antes que o vírus chegue e se propague pelo Estado, é o que o defende o deputado federal Ruy Carneiro, ao avaliar o crescimento do número de casos nos estados vizinhos do Rio Grande do Norte e de Pernambuco, por onde circulam turistas estrangeiros. Para Ruy, as medidas adotadas até este momento pelo Governo da Paraíba e prefeituras como a de João Pessoa são insuficientes para responder às necessidades de defesa da saúde da população.

“Mesmo que ainda não tenhamos caso registrado, é muito melhor agir logo e prevenir de modo mais firme contra a propagação do coronavírus. Os especialistas no mundo inteiro são unânimes em dizer que é melhor ser mais duro na prevenção do que depois que o vírus começar a se propagar”, diz Ruy.

“Só vamos conseguir reduzir a contaminação se o Governo da Paraíba, a prefeitura de João Pessoa e demais prefeituras do Estado adotarem medidas ainda mais fortes para reduzir a circulação das pessoas em lugares públicos. Também defendo que a bancada federal da Paraíba promova uma reunião emergencial para tomar providências aqui e em Brasília, principalmente cobrando do Ministério da Saúde o envio imediato dos profissionais de saúde que vão chegar por meio do Programa Médicos pelo Brasil.”, ressalta.

Na avaliação de Ruy, as medidas anunciadas até agora pelo Estado e gestão da capital são insuficientes. É preciso suspender as aulas nas redes pública e privada de educação, orientar as famílias a ficar em casa, proibir os eventos públicos e estabelecer medidas para apoiar as famílias que vão sofrer os efeitos econômicos da pandemia.

“Tem que garantir cestas básicas, transformar em kits a merenda escolar para entregar aos pais dos alunos da rede pública, oferecer linhas de crédito do Estado para micro e pequenas empresas superarem as dificuldades”, salienta, acrescentando: “Outra providência é estabelecer medidas de higienização que devem ser adotadas em restaurantes, bares, lanchonetes e serviços de transportes públicos”.

Assessoria

Prefeitura de Campina Grande mantém São João mas decreta emergência na cidade por covid-19

O prefeito Romero Rodrigues (PSD) decidiu suspender vários eventos em Campina Grande por conta do Covid-19, o novo coronavírus. As medidas foram anunciadas nesta segunda, 16, durante entrevista coletiva no auditório do Instituto de Previdência dos Servidores Municipais de Campina Grande – Ipsem.

Durante trinta dias, atividades no Teatro Municipal Severino Cabral, no mini teatro Paulo Pontes, no Centro Cultural Lourdes Ramalho, na Biblioteca municipal e no Centro de Idosos da Secretaria de Assistencial Social estão paralisadas por conta do coronavírus.

O Maior São João do Mundo está mantido. Para o prefeito, ainda faltam 80 dias para realização da festa e seria prematuro anunciar a suspensão.

A prova de vida anual dos beneficiários do Instituto de Previdência Municipal (Ipsem) também está suspensa pelo prazo de noventa dias.

Romero confirmou que a Prefeitura Municipal, através da Secretaria de Saúde, definiu o Hospital Municipal Pedro I como o serviço de referência para o acolhimento dos casos suspeitos de coronavírus. A PMCG também vai buscar outros leitos na rede privada para investigar o vírus.

Na ocasião, Romero detalhou uma série de medidas no plano emergencial do município para enfrentar e evitar o vírus. O decreto restringe a realização de eventos que contenham aglomerações de pessoas.

Romero reafirmou que é preciso não criar pânico a respeito do Coronavírus. Ele destacou que é necessário que as pessoas sigam as recomendações de segurança contra o Covid-19, como a higiene regular das mãos, uso de álcool em gel, evitar viagens ao exterior e lugares com aglomeração de pessoas.

– Vamos nos precaver. Precisamos usar os meios que colaboram com a prevenção, como o álcool gel, evitar viagens ao exterior e é recomendado os idosos se retraírem um pouco. Ninguém pode criar pânico de forma antecipada – disse.

Para o prefeito, é preciso agir com cautela, observando o que já está sendo visto em todo o mundo no combate ao vírus. Ele ainda citou que na própria China o problema com o Covid-19 já está em fase decrescente.

O secretário de Saúde do município Felipe Reul  reforçou que mesmo sem apresentar nenhum caso suspeito, o município já iniciou as ações para preparar equipes, estrutura e profissionais e atender aos requisitos de atendimento, encaminhamento, acompanhamento e tratamento dos pacientes.

A Secretaria definiu as áreas de cobertura por bairros da cada unidade para dividir os atendimentos. Um comitê foi formado para acompanhar os casos suspeitos do coronavírus.

Além dessas ações, a Direção de Vigilância em Saúde já iniciou a comunicação dos protocolos de notificação de casos suspeitos em todas as unidades e hospitais, inclusive clínicas particulares.

“Todo esse trabalho é para esclarecer para os profissionais quais são realmente os casos suspeitos e como proceder a partir do registro, porque são situações muito específicas. O paciente precisa apresentar causas combinadas de sintomas e ter visitado algum país considerado área de risco ou ter tido contato com algum visitante desses países para poder ser declarado caso suspeito. Então, o momento é de muita cautela e tranquilidade, mas toda a rede precisa estar preparada”, disse o diretor de vigilância em saúde de Campina Grande, Miguel Dantas

Pré-candidato a prefeito de JP, Ruy Carneiro anuncia economistas na equipe

O pré-candidato a prefeito de João Pessoa, deputado federal Ruy Carneiro, anunciou na última sexta-feira (13) a consolidação do envolvimento estratégico dos economistas Sérgio Buarque e João Salles na equipe de pré-campanha e, sobretudo, de construção de nova proposta inovadora para a Capital podendo até sugerir nova vocação econômica para a cidade.

– Sem duvidas se faz importante para a construção do projeto de desenvolvimento de João Pessoa para os próximos anos a participação se experientes economistas se incorporando à equipe técnica de Ruy Carneiro, lembrou um estrategista de campanha.

QUEM SÃO – Sérgio C. Buarque é economista com mestrado em sociologia, consultor com 20 anos de experiência, especializado em planejamento estratégico, desenvolvimento regional e local, e metodologia e técnica de construção de cenários. Professor titular da Faculdade de Ciências da Administração de Pernambuco-UPE.
Autor do livro “Construindo o Desenvolvimento Local Sustentável – metodologia de planejamento” (Ed. Garamond) e “Metodologia e Técnicas de Construção de Cenários Globais e Regionais” (IPEA). Co-autor dos livros “Cinco Cenários para o Brasil 2001-2003” (Ed.Nórdica), “Quatro Cenários para o Brasil 2005-2007” (Ed.Garamond), e “2022 – Propostas para um Brasil Melhor no ano do bicentenário” (Ed.Campus). É consultor e sócio-cotista da Factta.

Já João Salles, é Paraibano, economista (2005), consultor econômico de empresas públicas e privadas especialmente nas áreas Desenvolvimento Econômico, Análise de Conjuntura, Construção de Bancos de Dados e Planejamento Estratégico. É consultor e sócio-cotista da Factta.

Assessoria

Ex-secretário do Empreender será o coordenador de campanha de Nilvan Ferreira

O comunicador Nilvan Ferreira (MDB) anuncia nesta terça-feira (17) o ex-secretário Tárcio Pessoa como o coordenador de campanha à prefeitura de João Pessoa.

Tácio Pessoa já atuou como secretário executivo do Empreender PB no período de 01/01/2014 a 22/04/2014.

A formalização do nome de Tácio Pessoa deve ocorrer através das redes sociais.

Polítika com informações de Thiago Morais

Avante realiza encontro partidário da Paraíba e filia deputado Felipe Leitão e ex-deputada Nadja Palitot

O Avante-PB realizou durante a tarde do último sábado (14), uma grande festa no auditório da Asplan, em João Pessoa, para comemorar a filiação do deputado estadual Felipe Leitão e de novos filiados que irão disputar às eleições municipais deste ano. O evento, considerado o maior encontro partidário da Paraíba, contou com a participação do presidente nacional do partido, o deputado federal Luiz Tibé.

O acontecimento político teve a presença dos deputados do Avante Tião Gomes, Taciano Diniz e do deputado licenciado Júnior Araújo, e ainda do deputado Edmilson Soares, que representou o presidente da Assembleia Legislativa, Adriano Galdino.  A participação dos parlamentares endossou a união dos políticos pelo crescimento do Avante no Estado. Na ocasião, a ex-deputada Nadja Palitot se filiou ao partido para disputar à Prefeitura de Bayeux. O presidente da CMJP, o vereador João Corujinha, prefeitos, vices, ex-prefeitos, vereadores e lideranças políticas de várias regiões da Paraíba estiveram no evento.

Emocionado, o deputado estadual Genival Matias, presidente do Avante-PB, agradeceu aos presentes pela participação efetiva no encontro e destacou que o partido vem tendo um crescimento saudável a cada eleição. Ele fez um balanço de mais de 10 anos de sua gestão à frente do Avante estadual.

“Realizamos o maior encontro partidário da Paraíba, onde o #Avante70 reuniu seus filiados com a presença do presidente nacional, o deputado federal Luís Tibé. Também recebemos com muita alegria a filiação do deputado estadual Felipe Leitão que chega ao Avante para ampliar nossa bancada na Assembleia Legislativa que passa a contar com cinco deputados. Além da filiação de Felipe, também tivemos a honra de receber a filiação de Nadja Palitot, pré-candidata a prefeita de Bayeux e demais filiações de políticos de todo o estado. Estamos trabalhando e dialogando para fazer do Avante um dos partidos que mais vai eleger no estado, assim como aconteceu na Assembleia Legislativa onde elegemos a segunda maior bancada”, falou o Genival Matias.

Tião Gomes deu as boas vindas ao deputado Felipe Leitão que estava ao lado do seu pai, o ex-deputado Mikika Leitão e celebrou a ampliação da bancada do Avante no Poder Legislativo Estadual.

O deputado Taciano Diniz parabenizou a condução do presidente nacional, Luís Tibé a frente do Avante e também o deputado Genival Matias na condução do partido na Paraíba.

Já filiado, o deputado Felipe Leitão fez um discurso contundente explicando os motivos que o levaram a escolher o Avante para se filiar. O político disse que chegou ao partido para nunca mais sair. O parlamentar trouxe sua base para também se filiar do Avante-PB.

“Pode ter certeza que nessas eleições municipais, o Avante será o maior representante do nosso país e do nosso estado. Se depender da minha determinação e força de vontade minha e do presidente Genival Matias, que tem conduzido com maestria o Avante, vamos crescer ainda mais. A minha grande alegria de me filiar ao Avante é porque me identifico. Aqui eu cheguei e nunca mais quero sair porque quero construir uma nova história. Vamos construir uma Paraíba com várias mãos. Não cheguei para ser general, mas para ser soldado”, explicou Felipe Leitão.

Para Luís Tibe, presidente nacional do Avante, o deputado Genival Matias comanda o Avante-PB com maestria e o encontro com a representatividade de todas as regiões da Paraíba reforça ainda mais o comprometimento e força que o partido vem tendo no estado.

“O partido está sendo construído com base sólida e profunda e não é um partido que cresceu desordenadamente apenas em função eleitoreira. De forma muito especial, reconheço o trabalho de Genival Matias, que assumiu esse partido, organizou e garantiu que iria eleger deputados e hoje temos cinco na Assembleia. Genival está fazendo aqui na Paraíba, o que fizemos em Belo Horizonte que é a união. Tenho certeza que esta festa hoje aqui mostra a força e o comprometimento do deputado com o Avante na Paraíba. Nas eleições deste ano, vamos mostrar a força do Avante em eleger prefeitos, vices e vereadores”, comentou o presidente Luis Tibé.

Ao falar no evento, o deputado Edmilson Soares trouxe o abraço do presidente da ALPB e disse que “só temos a comemorar porque quem tem uma cabeça de Genival dirigindo um partido está bem cuidado. Ele é um articulador e corajoso que tem ao seu lado o outro articulador Tião Gomes”.

O deputado licenciado Júnior Araújo, que também é do Avante e atual Secretário de Estado do Governo, saudou os presentes no encontro e ressaltou a administração de Genival Matias à frente do partido. “Temos que destacar a força do presidente Genival Matias ao comandar o Avante. O partido está presente em todas às regiões o que ratifica a nossa força na política da Paraíba”, disse.

Anna Virgínia, vice-prefeita de Juazeirinho e presidente estadual do Mulher Avante, comemorou o sucesso do evento e destacou a ampliação do número de mulheres no partido e celebrou a filiação de Nadja Palitot. “É uma grande honra ter ampliado o número de mulheres filiadas e ter ainda um nome como o de Nadja Palitot que irá disputar a Prefeitura de Bayeux. O Avante cresce em filiados, em qualidade e representatividade”, pontuou Anna Virgínia.

O evento contou com a presença do prefeito de Juazeirinho, Bevilacqua Matias, do prefeito de Pilar, Benício Neto, do prefeito de Pedra Lavrada, Jarbas Melo, prefeito de Riacho de Santo Antônio, Ofila, vereadores de João Pessoa, Humberto Pontes, Chico do Sindicato e Lucas de Brito; do suplente de deputado federal, o comunicador Emerson Mofi, da presidente nacional do Mulher Avante, Carol Canabrava, do ex-prefeito de Soledade, Flávio Aureliano, ex-prefeito de São Vicente do Seridó, Chico Berto, ex-prefeito de Assunção, Antônio Martiniano e demais lideranças políticas do estado.

VAI PRA CUBA! Governo Bolsonaro pede socorro aos médicos cubanos e eles serão recontratados pelo Mais Médicos

O secretário-executivo do ministério da Saúde, João Gabbardo, afirmou que o governo vai recontratar médicos cubanos para atuarem na cobertura do coronavírus. “Vamos chamar todos os médicos cubanos que estavam trabalhando no programa (Mais Médicos). Vamos chamar estudantes de medicina”, disse ele à GloboNews. O Brasil registra pelo menos 200 casos de coronavírus confirmados pela pasta, com 1.913 casos suspeitos e 1.486 casos descartados. Em nível mundial, são pelo menos 153.517 infecções em 144 países.

Secretário do Ministério da Saúde afirma que médicos cubanos serão recontratados, como forma de reforçar a cobertura para o combate ao coronavírus. Vão chamar de volta os médicos que já trabalhavam aqui e foram desligados sem embasamento técnico nenhum!

 O ministério lançou um edital com 5.811 vagas para atuarem nos postos de saúde. De acordo com o ministério, os profissionais serão distribuídos em 1.864 municípios de todo o país, além de 19 Distritos Sanitários Especiais Indígenas (DSEI).

Em novembro de 2018, o ministério da Saúde cubano anunciou que deixaria o Mais Médicos em protesto contra Jair Bolsonaro.

“O presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, com referências diretas, depreciativas e ameaçadoras à presença de nossos médicos, declarou e reiterou que modificará os termos e condições do Programa Mais Médicos, com desrespeito à Organização Pan-Americana da Saúde e ao acordo desta com Cuba, ao questionar a preparação de nossos médicos e condicionar sua permanência no programa à revalidação do título e como única forma de se contratar individualmente”, dizia o texto do Ministério da Saúde cubano.

Depois de eleito, Bolsonaro afirmou que sempre foi contra o programa Mais Médicos. “Primeiro por uma questão humanitária, 70% [do dinheiro] ficam com o governo deles, e não temos a menor comprovação de que eles realmente sabem o que estão fazendo. É trabalho escravo e eu não vou convidar pra ficar”, continuou. “É trabalho escravo e eu não vou convidar para ficar”, afirmou Bolsonaro depois, em coletiva no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

Naquele ano, Bolsonaro recuou e disse que manteria o programa.

Filhos de Bolsonaro pedem arrego ao PSL

Flavio e Eduardo Bolsonaro reabriram as conversas com a ala do PSL ligada a Luciano Bivar, que rachou com Jair Bolsonaro.

Flavio se reuniu recentemente com Sargento Gurgel e Eduardo, com Coronel Tadeu, ambos deputados ligados a Bivar.

As conversas têm por objetivo recriar um ambiente de convivência minimamente civilizada dentro PSL entre bivaristas e bolsonaristas, pelo menos até a criação do Aliança pelo Brasil, para onde os aliados do clã devem migrar.

Está sendo costurado um acordo para que a liderança seja ocupada por um nome palatável aos dois grupos — tanto o de Gurgel quanto e de Tadeu estão cotados.

Nesse cenário, os espaços do partido seriam divididos por entre as duas alas. Dessa maneira, Eduardo se compromete a não pleitear mais o comando da bancada, como ele próprio afirma.

— Se a coisa fluir bem, mesmo que nossos deputados afastados do partido conseguirem uma decisão na Justiça para voltar, eu deixo a liderança com o Tadeu, por exemplo, em vez de recolher assinaturas para retomá-la.

Lauro Jardim.